Resenha | Tudo e Todas as Coisas

Olá! O livro de hoje é o fofíssimo Tudo e Todas as Coisas, da escritora Nicola Yoon.

Ele conta a história de Maddie. Ela tem 18 aos e anos 2 ou 3 sua mãe descobriu que ela tinha IDCG. Uma doença que significa basicamente que o sistema imunológico dela não funciona. Ou seja, ela passou a vida inteira dentro de sua casa projetada para não entrar nehuma bactéria estranha. Ela também precisa evitar contato com outras pessoas e até certos tipos de tempero.

Mas um belo dia muda para a casa ao lado um garoto da mesma idade dela chamado Olly. Eles começam a conversar por email e se apaixonam. E é aí que dá tudo errado, claro.

Quero começar falando do formato do livro. Ele não é nada convencioal. Além do texto, tem todo tipo de extras interessates. Tem desenhos da Maddie, páginas de seu diário.. Ela também tem o próprio blog e o próprio dicionário, e acompanhamos todas as suas entradas e posts. É bem divertido. Isso tudo cria não só uma atmosfera nova mas amplia o que conhecemos de Maddie e faz dela uma protagoista complexa e interessate.

Aliás, esse livro é uma forma perfeita de mostrar uma protagonista feminina que se apaixona sem se anular ou sem ser uma completa idiota. Infelizmente muitos livros sofrem disso e é basicamete por isso que eu não curto romances. Mas não Maddie. Ela tem 18 aos e nunca saiu de casa. Mas isso não tira dela sua personalidade. Ela precisa as vezes de ajuda do boy por motivos obvios, mas a protagonista da vida dela é ela mesma. Que é outra coisa que eu amo nesse livro.

A Maddie é uma garota inteligente, divertida e muito doce. Mas ela também é forte. Isso faz dela uma pessoa real. Muitos romances me fizeram desacreditar das protagonistas. Eu ficava surpresa ao perceber como o livro era do ponto de vista delas, mas nunca era realmente sobre elas. Mas esse é.

Outra coisa incrível é o final. não posso falar, já que é incrívelmete surpreendete, mas olha… É incrívelmente surpreendete.

O livro tem um filme, sobre o qual eu inclusive já fiz resenha, e tem duas coisas muito importates pra falar sobre isso:

1 – O filme traduz o livro de uma forma que eu nem sabia que era possível. Isso sigifica basicamete que se você não sabe se quer ou não ler o livro, veja o filme.

2 – Um não estraga o outro. Mesmo sabendo tudo que ia acontecer (eu vi o filme primeiro) não fez a menor diferença. Esse livro foi devoradíssimo no período de 3 dias. E se eu não tivesse mais 6 livros pra ler esse mês talvez leria de novo.

Nem preciso dizer que tá recomendadíssimo é?

Skoob | Amazon

1 Comment

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s